fbpx

4 erros comuns que recém-formados cometem sem perceber

Confira 4 erros comuns que recém-formados cometem, e fuja deles!

É bastante natural que ao terminar a universidade, role uma certa ansiedade para conseguir o trabalho tão sonhado e a carreira decolar logo.

Apesar de existir uma grande vontade e até otimismo para que tudo aconteça dentro do esperado, algumas atitudes-chave geralmente são ignoradas; com isso não são apenas oportunidades de emprego que escapam, mas também as chances de crescer mais rápido na carreira.

Para que você não caia nessa, confira 4 erros comuns dos recém-formados e fuja deles.

1 – Concentrar somente na busca do emprego

Durante a busca de emprego  muitos resumem seu tempo em enviar currículos e comparecer às entrevistas.

Sendo bem realista (sabemos que é o que você precisa), sua contratação pode levar mais tempo do que gostaria. 

Então a pergunta é : O que mais você está fazendo enquanto espera a tão sonhada ligação “a vaga é sua”?

Mais do que esperar, algumas atitudes podem ajudar não somente a conseguir um emprego mais rápido, mas também a estar mais preparado para o futuro cargo e melhorar seu currículo.

Mesmo em tempos de pandemia, o mundo on-line não para. E você, está aproveitando tudo o que ele oferece? 

Você pode fazer algum dos tantos cursos a distância gratuitos, participar de eventos on-line, entrar em grupos de sua área, ser mais ativo no Linkedin, desenvolver habilidades-chave, rever suas metas de carreira, melhorar seu portfólio,  ser voluntário em alguma organização e inclusive iniciar conversas com profissionais que você admira sobre possíveis oportunidades.

Claro, também sabemos que buscar emprego é para muitos um momento de preocupação e ansiedade. Não adianta focar apenas em produtividade e esquecer da sua saúde. Cuide do seu bem- estar!

Estes são apenas alguns exemplos de atitudes acessíveis, simples, porém poderosas. Quais você vai executar?

2- Esperar que a empresa cuide da sua carreira

Muitos jovens ficam sonhando com o dia em que serão chamados para uma conversa com o chefe e que ele, muito atencioso, vai rasgar elogios, apontar os seus destaques e falar sobre a tão desejada promoção!

Peraí, você não precisa ficar esperando este dia acontecer. Faça acontecer!

Você já parou para se observar? Que motivos as pessoas têm para te elogiar? Em que você se destaca? Caso nunca tenha pensado nisso, comece agora. Isso é autoconhecimento a seu favor.

E que tal chamar seu chefe para conversar sobre seu próximo objetivo de carreira?

Isso mesmo! Fale sobre suas expectativas, sobre como você tem contribuído (se tiver números para comprovar melhor ainda), não hesite em falar do seu interesse em uma promoção e pedir feedback sobre o que precisa desenvolver para chegar aonde deseja.

3- Eliminar áreas de atuação precipitadamente

Cuidado ao julgar e escolher a área de atuação somente pelo conhecimento teórico da universidade.

Não são todos os cursos que proporcionam a aplicação do conhecimento na prática, e é comum os estudantes  serem surpreendidos pelo mercado de trabalho, ou seja, com frequência ouvimos aquela frase “é diferente do que eu imaginava”.

Se você faz estágio, aproveite para saber mais sobre outras áreas. Sei que quando a gente gosta “de cara” da primeira experiência de estágio tem uma propensão menor de querer mudar de área. 

Mas, nada de precipitação! Fique atento às  oportunidades em outros setores e avalie se seria uma boa experiência para você.

E , caso já tenha se formado, lembre que um pouco de flexibilidade não faz mal para ninguém.

Não se feche totalmente pensando que por não gostar das aulas de matemática financeira, você não leva jeito para trabalhar na área financeira.

Muitos se enganam baseado no pouco contato teórico que tiveram sobre determinados assuntos na universidade.

Entenda que existem coisas que você somente vai ter certeza fazendo! Você pode se surpreender positivamente com habilidades que possui e nem desconfia, por não coloca-lás em prática. 

Então, já sabe, não se precipite.

4- Subestimar a importância de ter um mentor

Mesmo quando você já sabe com o que quer trabalhar, existem diversas maneiras de iniciar sua carreira. Qual a melhor para você?

Ter alguém com mais experiência para conversar sobre seus próximos passos e pedir orientação é, sem dúvida, uma das melhores decisões que você pode tomar.

Comece a observar as pessoas que te inspiram. Além disso, é importante ser alguém de absoluta confiança, que realmente saiba ouvir, tenha empatia, desejo de ajudar e respeite suas escolhas.

Se preferir ajuda profissional você também pode contar com a Hevolve. Nossos programas de carreira vão dar todo o apoio que você precisa para a transição da universidade ao mercado de trabalho.

Gostou deste conteúdo? Em nossos programas de carreira aprofundamos este e outros assuntos e oferecemos o apoio que você precisa para  a transição da universidade ao mercado de trabalho.

Siga nossas redes sociais e entre em contato para saber mais!

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O melhor conteúdo da Hevolve no seu e-mail

Não se preocupe, não fazemos SPAM.

Acompanhe nosso blog

Conteúdos para você